A mente dita como será o sexo

Dificuldades na vida sexual são comuns e nem sempre significam algum problema biológico. Muitas vezes, o que impede de termos um bom sexo é a nossa mente.

O cérebro é um poderoso órgão sexual, sabia? Se ele não está focado no momento, as coisas realmente podem ficar bem difíceis.

A nossa sociedade criou vários mitos que atrapalham muito a vida sexual. Por exemplo, que para você ter uma vida sexual satisfatória precisa ter uma performance cinematográfica e ser frequente.

Agora, pense e responda: o que é melhor? Um sexo de uma vez na semana, com entrega e sem pressa, ou sexo todos os dias feito de forma automática?

Materializamos tanto o sexo que se esquecemos que ele é conexão e entrega. Para que haja isso, precisa haver atenção e foco no sexo.

Com o estilo de vida regado a estresse e demandas infinitas. Não é difícil que pensamentos relacionados a trabalho, por exemplo, apareçam durante o sexo, diminuindo o desejo.

Desejo sexual também está relacionado à mente

A falta de desejo sexual é a dificuldade que as pessoas mais sentem no mundo todo. Isso foi confirmado pelo Estudo Global da Atitudes e Comportamentos Sexuais.

E as mulheres são as que mais sentem – juntamente com a dificuldade em terem orgasmos.

Na maioria das vezes isso é fruto do estado da mente da pessoa.

Quando estamos deprimidos, temos menos desejo. Não somente no sexo, mas em atividades prazerosas em geral.

A forma como pensamos sobre o sexo afeta muito a forma como fazemos.

Você tem o sexo apenas como uma prática de reprodução ou como uma forma de conexão entre pessoas?

Isso vai dizer sobre a qualidade do seu sexo.

O sexo é além do físico. Precisa ter atenção e foco nos sentimentos e energias que acontecem durante o sexo.

Um estudo antigo, publicado na década de 70, provou isso. Foi feita a seguinte experiência:

Jovens colocaram fones de ouvido. Em um lado do fone começou a ser reproduzidos contos eróticos. Isso causou excitação e ereção – que eram monitoradas.

Em determinado momento, no outro lado do fone, começou a ser reproduzido – junto com os contos eróticos – questões de matemática.

Na medida que a matemática ficava mais difícil, as ereções eram bem mais leves.

Se atentar ao momento e encontrarmos modos de manter essa atenção plena é o principal passo para termos um bom sexo.

Pensamentos aleatórios irão surgir, inevitavelmente, o segredo está em não dar atenção a eles. Assim, do mesmo modo que eles surgiram, desaparecerão.

Então, se você acha que o seu desempenho sexual anda em baixa, isso pode ser só questão de foco e atenção.

Quando estamos presentes no momento, conectados com os nossos sentimentos e os do parceiro, o sexo é lindo!