Troca de casais: 7 dicas para você fazer do modo certo

Seja para quem quer sair um pouco da rotina, apimentar a relação ou simplesmente por curiosidade, a troca de casais, também conhecida como swing, pode ser uma prática bem divertida e sensual.

Abrir o relacionamento para a entrada de mais pessoas é certamente um tabu, mesmo que isso esteja na imaginação e nas fantasias de muita gente, inclusive das mulheres.

Basta ver a quantidade de vídeos de swing que encontramos pela internet a fora.

A barreira na hora de testar a troca de casal pode acontecer por conta do ciúme e até do medo de traição, mas com bastante conversa e consenso entre ambas as partes, o swing pode ser uma atividade gostosa que o casal compartilha para melhorar o sexo.

Para te ajudar a aproveitar a troca de casais sem neuras, separamos sete dicas para quem quer se aventurar no mundo delicioso do swing.

Confira:

1- Converse bastante sobre o assunto com seu parceiro (a)

Mesmo que o casal já tenha concordado em experimentar a troca de casais, é importante conversar para saber exatamente até onde os dois estão confortáveis em ir.

Entender que o swing é diferente do poliamor, por exemplo, é importante porque na troca de parceiros a ideia é se envolver apenas sexualmente, sem misturar sentimentos.

Também é essencial entrar em acordo sobre qual vai ser o papel de cada um na fantasia.

Afinal, além da troca de casais propriamente dita, um dos parceiros pode querer observar de fora, enquanto o outro interage e faz sexo com mais pessoas.

Há quem prefira apenas o clima de sedução com outros parceiros, sem necessariamente rolar sexo.

O importante é que as fantasias de cada um fiquem bem claras para não haver surpresas desagradáveis na hora, como ciúmes, arrependimentos e exageros de um ou de outro.

Por isso, informe-se com outras pessoas que já fizeram isso, busque relatos na internet, tire dúvidas.

Este cuidado ajuda até na hora de fantasiar como vai ser a experiência de vocês.

Ver vídeos de troca de casais também colabora para aumentar a vontade e estimula a imaginação do casal para a hora H.

 

2 – Chegou a hora de procurar parceiros

Encontrar outros casais e pessoas com os mesmos interesses em trocar de casais não é tão difícil em tempos de internet.

Existem sites, redes sociais e até aplicativos especializados em conectar pessoas que têm fantasias parecidas com a de vocês.

Nesta hora, a conversa e o acordo com os outros participantes também são importantes.

Por mais que o papo virtual pareça uma perda de tempo para quem está com vontade de ir pros finalmentes, este é um jeito bacana de quebrar o gelo e de se sentir mais seguro.

Frequentar casas, clubes e festas de swing também pode ser uma boa para encontrar casais praticantes, experientes ou não para marcar um encontro e realizar a troca de parceiros.

 

3 – A escolha do local é essencial

casais que curtem troca de casais

Se a prática do swing é nova para vocês, nada melhor do que contar com um lugar apropriado para a realização de fantasias e com espaço suficiente para acomodar todos os envolvidos.

As suítes de motel reúnem estas vantagens.

Aproveitar com os novos parceiros um bom banho de banheira e ainda ter uma variedade de locais diferentes para o sexo dentro do mesmo quarto também são vantagens inegáveis do motel.

Além disso, o motel também é apropriado para o swing por ser um local seguro para ambos os casais.

É ideal para colocar em prática toda a imaginação sem precisar ir para a casa de desconhecidos ou levar essas pessoas para sua casa.

Apenas se informe antes no motel sobre as regras para a entrada de mais de um casal no mesmo quarto

 

4 – Conheça lugares onde o swing é incentivado

Frequentar um clube de swing, como já dissemos, pode ser uma boa para conhecer casais interessantes e interessados. Mas saiba que a troca de casais não necessariamente fica presa entre quatro paredes.

Nos últimos anos, a quantidade de resorts, hotéis e destinos turísticos pensados para quem curte a prática aumentou muito.

Hoje é bem fácil se hospedar em locais cheios de atividades e espaços planejados especialmente para a prática de swing, como as playrooms, presentes nestes hotéis, onde o sexo em grupo acontece sem interferências.

Também é possível encontrar cruzeiros para adeptos da troca de casais, onde a interação entre as pessoas corre solta durante o dia e não deixa de fora atividades sensuais como shows de stripteases.

 

5 – Conheça as regras da troca de casais

Por ser uma prática que envolve várias pessoas, o swing tem regras bastante claras.

Antes de se aventurar na troca de parceiros, vale a pena conhecer a maioria delas, acompanhe:

 

  • Tudo é permitido, mas nada é obrigatório”, isto quer dizer que o respeito é essencial e ninguém precisa fazer o que não tem vontade;
  • Antes de interagir com pessoas desconhecidas, peça permissão e seja educado;
  • Caso se sinta desconfortável com alguma prática, sinalize e avise o resto do grupo;
  • Celulares e câmeras são sempre proibidos. Aproveite a noite de sem quebrar o sigilo das outras pessoas;
  • Atente-se à programação da casa, pois há dias em que são permitidos apenas casais e em outros libera-se a entrada de solteiros.
  • Cada clube, casa ou festa de swing tem suas próprias regras. Conhecê-las é importante.

 

6 – Relaxe e aproveite o momento

Se tudo rolou bem até aqui, a regra agora é relaxar e se divertir. Livre a mente dos tabus sobre o assunto e dos problemas do dia a dia e aproveite o prazer do momento. O objetivo é sair desta experiência sem nenhum tipo de culpa.

Para a segurança e saúde de todos os envolvidos, não se esqueça de usar uma camisinha nova sempre que trocar de parceiro!

Durante o sexo com outra pessoa, lembre-se do seu namorado ou namorada! Trocar olhares, se beijar, caso estejam perto, e até fazer carícias ajudam a manter a cumplicidade e aumenta a excitação de ambos.

 

7 – Fizemos swing, e agora?

Depois da troca de casal também é importante conversar sobre o assunto. Ter feito o swing uma vez não quer dizer que vocês só precisam se relacionar dessa forma daqui pra frente.

A troca de casais pode ser uma prática para acontecer às vezes, em uma viagem, em uma data especial, ou servir apenas como uma fantasia realizada.

Voltar ao local onde vocês fizeram a troca de parceiros, como a suíte de motel, ajuda a trazer de volta a lembrança de prazer do dia, sem que seja necessário estar com mais pessoas no quarto, novamente.

 

Conclusão

Viu como é simples entrar neste mundo da troca de casais?

Com alguns cuidados você e seu parceiro (a) vão se divertir muito e ainda dar um revigorada na vida sexual.

O importante é estar ciente da escolha, respeitar as vontades do outro e ser feliz.

Aproveite para compartilhar este artigo com seus amigos.

 



Deixe uma resposta