Insegurança no sexo é normal, saiba lidar com ela

Elas, preocupam-se em esconder as gorduras e os seios não tão durinhos quanto antes. Eles, preocupam-se em apresentar uma performance digna de menção honrosa.

O que há em comum entre eles? Ambos se preocupam com o inexistente e não aproveitam 100% o momento!

Não existe corpo perfeito. Não existe desempenho impecável sempre. Existe troca! E é nisso que as pessoas precisam focar, em se entregar e receber o outro.

Claro, sabemos que é fácil falar, mas na prática as coisas não fluem tão facilmente. Mas, está tudo bem.

Sentir-se inseguro não é um problema e nem característica exclusiva de pessoas tímidas. A insegurança na hora do sexo é algo normal e a maioria das pessoas passa, já passou ou passará por isso.

O que importa é como lidar com essa sensação.

A primeira coisa é a aceitação de como cada pessoa é. Cada corpo tem a sua beleza e carrega uma história, com suas cicatrizes e marcas. Isso é vida!

Muitas pessoas não se sentem segurar para, por exemplo, tirar a roupa na frente do parceiro – luz acesa durante o sexo, então nem pensar.

Mas, ao tirar a roupa, as pessoas se tornam outras? Obviamente, não.

Quando alguém escolhe ir para o passo mais íntimo da relação com a outra, ela já decidiu que é exatamente aquilo que ela quer. A pessoa sente desejo pela outra mesmo com roupas, isso não mudará depois.

Homens, imaginam que a outra pessoa espera deles um desempenho visto em filmes pornôs. Bem, aquilo é ficção, não realidade.

Na vida real, não conseguir fazer sexo durante horas é normal. Brochar, gozar rápido e não ter 25 cm são coisas completamente normais. Ninguém deixará de gostar do outro apenas por esses fatores.

A ideia de que homens e mulheres buscam parceiros perfeitos e se a outra pessoa não for assim, na hora do sexo as coisas irão mudar, é muito mentira.

O que interessa é auto aceitação (com saúde). Uma pessoa de bem consigo mesma é menos insegura – pois, ela sabe que não adianta sofrer ou limitar as emoções da vida pelo o que é naturalmente dela – e é altamente atraente e interessante.

Parece difícil, mas trabalhando o bom pensamento, aos poucos você começa a se amar. Depois que descobre o poder disso, não tem quem te segura.



Deixe uma resposta